Para ser ateu é necessário saber a origem de tudo?

Segundo os crentes sim. E ficam soltando frases como:

“Vocês acreditam no nada?”

“Como o nada pode ter criado nós?”

“Quem deu início ao big bang?”

“Você acha que a gente veio do macaco?”

É com gosto que eu desaponto esse tipo de crédulo que compartilha de opiniões comuns e equivocadas graças as consecutivas lavagens cerebrais.

Primeiro vou explicar a grosso modo o que é um ateu. O ateu é aquele indivíduo que por falta de motivos (leia-se: provas) decidiu não crer na alegação alheia da existência de um ser divino seja ele qual for. Não sei como consegui definir tão rapidamente o ateísmo, mas é isso mesmo.

Explicar as origens do universo ou da vida não é dever do ateu, é dever(?) dos estudiosos dessas respectivas áreas da ciência. E outra, embora hoje seja um estigma, não é regra o ateu sempre ficar do lado da ciência. Eu mesmo conheço muitos ateus que não aceitam nem a teoria da evolução e nem a do big bang, nem por isso deixam de ser ateus. Eu mesmo sou exemplo disso. Vejo a ciência como uma ferramenta para obtenção de conhecimento, gosto de saber apenas dos fatos observáveis mas teorias eu já não curto muito, por mais sensatas que sejam.

Para ser ateu não é preciso acreditar na ciência, para ser ateu basta não engolir as alegações incrivelmente fantasiosas da massa religiosa. Até um mendigo analfabeto que mal sabe falar corretamente pode ser ateu, basta pensar e concluir que o que lhe foi dito é ilógico e irracional demais para crer.

Sinto muito ter desapontado diversos crentes, mas eles estão tão acostumados a saber que a verdade dói que, caso leiam isso, continuarão a agir da mesma inútil e repugnante forma.

Anúncios

23 comentários sobre “Para ser ateu é necessário saber a origem de tudo?

  1. uma grande parte dos evagelicos querem foça atravez de uma lavagem cerebral que é necessario servir ao ” senho ”. acho isso uma estrategia de guerra e nao um apelo.
    todos os evagelicos dizem que Deus é o doador da vida, se for verdade Deus é uma pai muito irresposavel, pois fez para abandonar neste mundo cruel todos os seus filhos? depois disso há quem diga que eu vou para o inferno.

  2. eu respeito sua opnião mas descodo de vc com relação a crer. vc pensa que é ateu mas só de se preucupar ao ponto de escrever um artigo na internete já é uma demostração de fé, vc diz não ser ligado a ciência mas creio que vc sabe que tudo relacionado ao inicio tanto na ciênca como na “religião” depende de fé.
    vc tem uma forma de fé acredita que não acredita em nada. certo?
    mas eu por outro lado prefiro simplismente, entre um ou outro acreditar em Deus como amante criador e preservador da vida.
    essa é minha escohla e a de milhares de pessoas não por serem incultas ou por não terem outras opções idiotas, “cremos por isso existimos”, eu garanto a vc que é bem melhor do que ser uma mente vasia tentando chamar a atenção com comentarios tolos sobre a crença alheia, querendo ou não todo ser que penssa cre em algo, vc cre que ao se levantar os seus péis vão suportar o seu peso, também cre que ao entrar no ônibos o motorista será capas de conduzi-lo, se tem alguem agindo de manera inútil e repugnante aqui não somos nós. pois sabemos em que acreditamos e não ficamos tateando no escuro.

  3. Você não deve ter a mínima noção do conceito de fé. Então se um blogueiro escrever sobre os aiatolás, isto faz dele uma pessoa de fé em relação ao Islã?

    Nunca disse que não acredito em nada. Eu como ateu, por falta de evidências não consegui crer que existe um deus. A fé é algo que vai além do querer, eu por mais que tente (acredite, já tentei antes) não consigo ter a a fé de que exista um deus, seja ele Javé ou qualquer outro.

    Se você acha simples acreditar em Deus, eu ja acho o contrário… não consegui. Não é uma birra, ou uma negação, é algo inerente a minha vontade.

  4. Vocês ateus se acham os donos da verdade.
    dizem que nós(os evangélicos)fican atacando a sua crença, mas deixem de lado suas preferencias religiosas e leim esta reportagem:quem esta atacando quem?
    apenas algumas razões para crer no meu Deus:
    A afirmação de que religião é apenas uma questão de fé não passa de um mito-tao informação não é verdadeira. Embora religião realmente requeira fé, ela não é apenas fé. Os fatos tambem são muito importantes para todas as religiões do mundo, porque todas as visões religiosas-inclusive o ateísmo-fazem afirmações verdadeiras, e muitas dessas informações podem ser provadas por infestigações cientificas e históricas. Quando uma afirmação não pode ser provada nem pela ciencia, nem pela história, é ai que requerimos a fé para preencher as lacunas.
    Sendo assim, todas as visões religiosas do mundo requerem fé, inclusive o ateísmo.
    Um exemplo disso:
    Frank turek, um conceituado doutor em apologética e escritor americano conta uma esperiencia em um de seus livros1.
    Ele diz que em um de seus seminarios encontrou um ateu chamado Barry.barry não acreditava que um de seus amigos, que tambem era ateu, havia se tornado um cristão. Ele disse:
    -Não consigo entender Steve(seu amigo).Ele afirma ser intelectual mas não pode responder as objeções ao cristianismo que faço. Diz que não tem todas as respostas porque é “novo na fé” e ainda esta aprendendo.
    Então frank respondeu:
    -É praticamente impossivel saber tudo sobre um tema em particular, e isso se torna impossivel quando o assunto é um Deus infinito.Portanto chega-se a um ponto em que voçê tem informações para chegar a uma conclusão, mesmo que augumas perguntas não tenho resposta.
    Barry concordo, mas ainda não tinha persebendo que estava fazendo a mesma coisa pela qual acusava Steve. Barry havia desidito que sua visão era correta, embora não tivesse informações o suficiente para apoiá-la. Teria ele certeza que Deus não existia?poderia ele responder objeções ao ateismo?
    Quer mais exemplos?
    1. As evidencias cientificas confirmam que o universo passou a existir por meio de uma explosão surgida do nada. Ou auguem criou alguma coisa do nada(a visão teísta), ou ninguem criou alguma coisa do nada. Qual é a visão mais legitima? A teísta. Qual esige mais fé? A ateísta.
    2. A forma mais simples de vida contem uma quantidade de informações equivalentes a mil enciclopédias2.Os teístas acreditam que apenas um ser inteligente pode criar uma forma de vida com tamanha precisão. Os ateus acreditan que forças naturais não inteligentes podem faselo. Mais uma vez, quem precisa de mais fé?
    3. Nada impede que muitos teístas afirmem que abandonariam suas crenças caso fique provado que seu deus não existe. Isso não faz com que eles deixem de estar apoiados na fé.
    4. É notadamente uma falácia afirmar que, porque uma coisa não foi provada como verdadeira deve ser necessariamente falsa. Para a ciência, todo aquele que afirma algo sobre a realidade passa a ter o ônus da prova. Tanto pessoas que afirmem que um deus existe quanto aquelas que afirmam não haver deuses precisam apresentar provas daquilo que estão dizendo. O ateu não as tem.
    5. A lógica é freqüentemente usada tanto para tentar negar, quanto para tentar provar a existência de um criador. Até mesmo o pressuposto de que a lógica seria capaz de concluir pela existência ou não de um deus é algo questionável.
    E se continuarmos veremos einda muitos outras provas(existencia humana, precisão do universo e da vida na terra, a bíblia…) que provam que um ateu precisa de fé para ser ateu.
    eu não tenho fé suficiente para ser ateu.
    e a proposito:
    fiquei sim muito desapontado, em saber que com tantas provas, ainda existem pessoas que continuam agindo da mesma inútil e repugnante forma.

  5. A palavra de deus ela é tao poderosa que ela fala por si só eu poderia responder todas as suas perguntas mas a biblia ela ja responde por si propria pq as palavras que estão contidas nelas são a palavra de deus,
    Aí voces podem falar que foram escritas por um homem sim mas estes homens estavam cheios do espirito santo de deus
    pois se isto não fosse verdade o que a biblia diz a respeito dos ultimos tempos que jesus disse q teria muitas mortes pai matando filho, guerras, miseria e mtos se esfriariam na fe e isso foi dito por jesus faz mais de 2000 anos isto esta acontecendo hoje.

    Segue um trecho da biblia:

    (I Corintios 1:18) – Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.
    (I Corintios 1:19) – Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes.
    (I Corintios 1:20) – Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?
    (I Corintios 1:21) – Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação.
    (I Corintios 1:22) – Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria;
    (I Corintios 1:23) – Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos.
    (I Corintios 1:24) – Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus.
    (I Corintios 1:25) – Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.
    (I Corintios 1:26) – Porque, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados.
    (I Corintios 1:27) – Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes;
    (I Corintios 1:28) – E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são;
    (I Corintios 1:29) – Para que nenhuma carne se glorie perante ele.
    (I Corintios 1:30) – Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção;
    (I Corintios 1:31) – Para que, como está escrito: Aquele que se gloria glorie-se no Senhor.

  6. Raul Alves,

    “Quando uma afirmação não pode ser provada nem pela ciencia, nem pela história, é ai que requerimos a fé para preencher as lacunas.”

    Disse bem, nenhum deus pode ter provada sua existência através desses meios de conhecimento, portanto, depende exclusivamente de fé.

    O ateísmo não requer fé. Você não compreende o ateísmo, acha que é uma posição onde se nega a existência de Deus, isso sim requer fé, mas o ateísmo não nega a existência de Deus, apenas deixa essa questão de lado e coloca uma interroagação em cima, pois o indivíduo concluiu que as pessoas que julgam a existência de um ser superior não tiveram provas suficientes para convencer, logo, desacredita-se na alegação.

    Um bom meio de você entender a posição ateísta é tentar compreender é porque você crê no Deus cristão e não em Mithra, ora, você provavelmente dirá que Mithra nunca existiu, foi um deus pagão ou é uma tentativa sutil de satanás para colocar dúvida nos incautos. Mas quando você analisar Mithra à luz da razão, ao invés de conseguir provas de sua existência você obterá argumentos e provas que falseam a hipótese de sua existência.

    Ateísmo é uma posição natural, você nasce assim. Alguém em alguma época de sua vida lhe apresenta uma divindade, no Brasil o Deus cristão provavelmente, em outra parte do mundo talvez lhe apresentem outro deus, Buda talvez. Você tem a opção de analisar se as alegações fazem sentido ou não e decidir se vai acreditar ou não. É muito mais facil acreditar, por pressão da família, por pressão da sociedade, pra não ser aquela pessoa ‘fora da casinha’, mas existem pessoas que tem coragem de dizer que não acreditam assumir que não faz sentido.

  7. Meu caro, achei seu artigo bem objetivo; gosto disso. Tentarei ser pontual em minhas observações:
    1- O ateísmo, segundo você, é aquela pessoa que decidiu não crer no ser divino por falta de provas. Eu prefiro dizer com outras palavras: O ateu é aquele que CRÊ na inexistência do ser divino, por NÃO PERCEBER as provas ao seu redor.
    2- De fato há muito crentes que usam o argumento cosmológico para provar a existência de Deus. Particularmente gosto do argumento, mas isso não obriga nenhuma pessoa descrente a saber, assim como eu garanto: poucas pessoas crentes em Deus seriam capazes de definir tal argumento com precisão e profundidade.
    3- Teorias são bases forte da ciência, tome cuidado em separá-la do que é fato. Vide os axiomas.
    4- Eu vivo na fantasia que citou e não é porque me sinto bem, mas identifico que a realidade é inerente a ela.
    5- Espero que os crentes não fiquem desapontados com seu artigo. A verdade de fato dói. O sacrifício de Jesus Cristo doeu. A perseguição de ser um crente fiel em Jesus também dói, mas particularmente eu fui aviosado disso ao fazer minha escolha. Minha pergunta é: você sente dor? Espero que sim, pois “a verdade dói”.

  8. Thiago, comentarei brevemente.

    1. O que é uma prova pra você? Poderia definir pra mim?

    2. O argumento cosmológico não é uma prova, é um argumento.

    3. Teorias trabalham com observações, logo, elas trabalham com fatos. O que se busca é explicar como aquele fato aconteceu, cada vez mais detalhadamente.

    4. Que bom pra você, muitos preferem a fantasia à realidade. Já dizia o velho ditado de “O jeito de ver pela fé é fechar os olhos da razão”.

    5. Mas ficam. Pois sabem que não se tem provas para convencer o ateu que ele está errado, mas muitos se contentam em “converter” os pré-convertidos (leia católicos não-praticantes), que particularmente me parece uma tarefa bem fácil, pois eles já possuem a mente atrofiada.

  9. Caro Ricardo, muito boa sua objetividade e racionalidade no debate, com boas exposições argumentativas. Só comentarei algumas postagens.

    “mas o ateísmo não nega a existência de Deus, apenas deixa essa questão de lado e coloca uma interroagação em cima” – na verdade, esse conceito é do agnosticismo. O Ateísmo nega a existência de deus ou deuses.

    “pois se isto não fosse verdade o que a biblia diz a respeito dos ultimos tempos que jesus disse q teria muitas mortes pai matando filho, guerras, miseria e mtos se esfriariam na fe” – Houve algum tempo na história da humanidade que isso não ocorreu? Você citou trecho da biblia como se fosse prova de algo. Razão e sabedoria tem um unico objetivo: a busca do real (verdade?). Não entendo poque a verdade deve ser escondida ou inalcançável. Dizer simplesmente que é a palavra de deus não vai alcamar a racionalidade de nenhum homem com capacidade cognitiva.

    Os outros posts dos evangélicos eu não vou responder pq não usaram nenhum argumento, só imposição de crença.

    Abrç

  10. Paulo,

    Você tem todo direito de pensar assim.

    Mas na minha definição de ateísmo e a vida que levo com meu ateísmo não leva o verbo ‘negar’. Porque para negar algo, é necessário que primeiro esse algo exista. O ateu não sabe se existe ou não, ele apenas até dado momento concluiu pela falta de evidências de que não é correto afirmar que existe, concluiu então que inexiste divindades. Pode ser apenas uma questão de jogo de palavras, mas pra mim é importante.

  11. “Na verdade, eu acho que o cristianismo é a religião que mais claramente merece ser honrada e respeitada, quer seja verdade ou não sua afirmação de que é uma revelação divina. Não há nada como a combinação da figura carismática de Jesus com o intelectual de primeira classe São Paulo. Praticamente todo o argumento sobre o conteúdo da religião foi produzido por São Paulo, que tinha um raciocínio filosófico brilhante e era capaz de falar e escrever em todas as línguas relevantes” (Antony Flew, There is a God, p. 185, 186).

    Detalhe: Antony Flew foi um dos maiores ateus, muito mais filosoficamente gabaritado do que Richard Dawkins.

  12. Quero que alguem me responda, estou quase ateu , no momento sou evangelico, já estudei muito a bíblia , mas existem coisas, que não tem explicação, com tanta dicenção , nas igrejas atuais, que isso é certo e aquilo é errado, já cansei de ter que prestar conta de tudo, viver com um peso em cima sabendo que tem um ser divino nos olhando e nos julgando pelos nossos atos,no momento estou no cursando o 2°grau, e estou bem duvidoso mas , uma coisa eu quero que provem , batismo no Espírito Santo, falar em linguas estranhas é loucura, eu não sei, mas eu sou batisado e falo, e te comvirmo, com toda certeza que é real, não invensão dos crisTãos , mas mesmo com essa prova real , tenho minhas duvidas quanto a existência de Deus, cm a bíblia intacta , por não quanto tempo sem ser mudada, e a ignorância com o proximo que a religião faz com as pessoas!

  13. Caro amigo, por favor respeito os mendigos, não sei qual sua posição social, mas acredir mendigo qualificando-os como analfabetos não coisa muito legal, isto fica para pessoas que tem problema de soberba, não creio de vc seja assim. gostaria de vê sempre pessoas questionando o cristianismo, não evangélicos, mas sei que o problema é que eles temem fazer agressões a mãe, ao pai, a avó. o avô ou ele mesmo quando vão curtir uma missa oi coisa parecida. Fui “ateu” por alguns anos, meu irmão é sempre foi ligado ao PC do B e por isso tornei-me socialista, sou professor de história, sou pastor evangélico, continuo socialista e ainda acredito que a religião é o ópio do povo e não gosto de religioso, pois a maioria são presos demais aos ritos, no entano o conhecimento liberta, a verdade liberta e creio que Jesus é a verdade e é vida e desafio a qualquer um que queira fazer uma esperiênvia com Jesus, deixe Ele reinar no “mundinho” por 30 dias e verás um grande diferença. lembre-se que o reino de Jesus começa e termina com doações e renuncia do seu Eu em favor de outros mais carente. Deus te abençõe. Meu nome é Carlos e nunca respondia a um blog. gostei de vc.

  14. Rennan,

    Em primeiro lugar você deve colocar na sua cabeça que as coisas que não tem explicação são divididas em três grupos.

    – Não possuem explicação e nunca será explicada.
    – Não possuem explicação, mas é questão de tempo.
    – Possuem explicação, mas você nem eu sabemos qual é.

    Sobre falar em línguas, e um erro tentar atribuir ao divino, pois dizer que alguém fala em línguas porque é um dom de Deus não é uma explicação, é uma alegação.

    Quero dizer que falar “coisas desconexas” não significa necessariamente que Deus exista, você pode ser ateu e acreditar nisto. A existência do batmóvel não significa que Batman exista de verdade. Um batmóvel pode ser feito por qualquer um que tiver dinheiro e for suficientemente louco, mas a existência dele não depende da existencia do Batman.

  15. Carlos,

    Quanto aos mendigos, não fiz nenhuma generalização. Não disse que todos eles são analfabetos, ao contrário, citei no exemplo apenas um mendigo, porém quando redigi o post não tive intenção de fazer conexão entre mendigo e analfabeto, mas sim denotar as classificações de diversidade econômica e social (mendigo) por mais humilde que seja com também a pobreza educacional (analfabetismo) independem do uso e do potencial do intelecto.

    Entendo seu pensamento sobre a religião. Mas não entendi o que seria “Jesus reinar no mundinho por 30 dias”, o quê significa isso?

  16. A maioria das pessoas acredita que sim, mas dentro dessa maioria há grupos que pouco se importam com os fundamentos bíblicos do cristianismo e outros que se importam tanto com os dogmas que se esquecem de ser cristãos; há aqueles que invocam Jeová para praticar atrocidades e aqueles que invocam a Deus para que os defenda de tamanhas atrocidades. Por tudo isso, não é de espantar o crescimento do grupo dos que declaram não ser adeptos de nenhuma religião (de 3% em 1990 saltaram para 7% em 2007 – Pesquisa Datafolha, abril de 2007). Pelo menos é o que se responde na hora fria da entrevista do pesquisador do IBGE; em horas menos incertas, não se sabe qual seria a resposta.

    Discute-se hoje o Deus de Abraão, Isaque e Jacó. Há 200 anos, bem poucos negariam a criação de Adão e Eva, o dilúvio, a travessia do Mar Vermelho, a batalha de Davi e Golias, a ressurreição de Cristo, o apocalipse, o fim e o recomeço, o Alfa e o Ômega. Entretanto, como percebe o sociólogo Fredric Jameson, as histórias da Bíblia, nos dias de hoje, não são mais tomadas literalmente, mas figurativa e alegoricamente, e assim são “destituídas de seu conteúdo exótico ou arcaico, cuja linguagem e figuração essencialmente abstratas (ansiedade, culpa, redenção) podem agora… ser oferecidas ao público diferenciado de habitantes das cidades do Ocidente para serem recodificadas em termos de suas próprias situações privadas” (Pós-modernismo, 1997, p. 387).

    Há também pessoas que acham que Deus é um ser conveniente demais para ser de verdade e que, com tantos motivos para inventá-Lo, Ele não passaria de uma invenção humana. Porém, não será a crença na não-existência de um plano de salvação da humanidade que parece conveniente? Explico por quê. Sem a possibilidade de ser julgado por seus atos e por sua fé, muitos adorariam fazer o que bem entendem da vida (e já não o fazem?) sem ter que dar explicações a nenhum ser sobrenatural e estraga-prazeres. Parafraseando Luc Ferry, seria o caso apenas de tomar o que esse mundo individualista oferece de melhor e começar a corrigi-lo com umas boas doses de humanismo. Nenhum céu a perder, nenhuma eternidade a ganhar. Para estes, o sentido da vida é que a vida não teria sentido. Muito conveniente, não?

    Há outro grupo de não-crentes: os que fazem questão de erradicar a religião. Em entrevista a The New Republic, o escritor Ian McKewan falou de seu ateísmo e disse que a idéia de suprimir a religião é terrível. sua frase parece mais sensata em tempos dos exterminadores Dawkins, Hitchens e cia, pregadores fundamentalistas de uma retórica anti-religião. Estes são denominados “brights” e renegam qualquer pensamento de explicação sobrenatural da história do Universo e do homem. Alguns deles, como Daniel Dennett, em Quebrando o Encanto, considera impossível o convívio entre ciência e religião, como se o indivíduo não pudesse conciliar a ambas. Hitchens, em Deus não é Grande, é um polemista, e como tal, chega a apregoar a irrelevância do cristianismo na tradição cultural da humanidade. Bem se vê que na luta para suprimir a fé e eleger exclusivamente a razão, pode-se perder a razão.

    Sobre um personagem de um conto em ficções, Jorge Luis Borges diz que “Buckley não acredita em Deus, mas quer demonstrar ao Deus não-existente que os homens mortais são capazes de conceber um mundo”. Interpreto essa frase como dirigida ao grupo daqueles que até crêem na existência de Deus, mas prefeririam que Ele não existisse, pois seria um “obstáculo” aos seus planos de vida. Os manuais do ateísmo e do agnosticismo estão disponíveis nas estantes e mesmo debaixo do braço de alguns discípulos, como se fosse uma Bíblia às avessas, pronta para ser sacada pelos Buckleys de hoje nas situações em que precisam “provar” que Deus não existe ou que as coisas não são bem assim como Moisés, Lucas e João contaram. Como escreve João Pereira Coutinho: “Acho estranho que um ateu se preocupe com aquilo que, para ele, não existe. Nada é mais estranho do que um ateu convicto que não acredita em Deus e abomina Deus.”

    Por fim, há outro grupo: é o daqueles que não viram, mas crêem. Daqueles que em pleno terceiro milênio mantém um estilo de vida respaldado em um livro mal-interpretado, reprimido, mas incrivelmente capaz de fazer refletir e mudar histórias pessoais ainda hoje. A despeito de alguns denominados cristãos envergonharem a fé que dizem professar ou da mídia ocultar os bons cristãos, se alguém chegar a perguntar se é possível ainda haver fé na terra, pode apostar que tal pessoa não conhece ou finge ignorar outros modelos de viver o cristianismo, com inteligência e fé, dignidade e esperança.
    Nem todos os ateus nos apontam o dedo no rosto e nem todos os cristãos ficam exaltados quando alguém não concorda com o que dizem. A vida é complexa, e Deus, o Deus de “todo aquele que nEle crê”, é um Ser simples e complexo ao mesmo tempo. E todos, em algum momento de suas existências, se vêem diante da chance de escolha entre o Deus vivo de Pedro e Paulo e o deus não-existente de Marx e Nietzsche.

    Sugiro aos leitores desse blog a verem um outro blog com um outro lado bem mais interessante da “moeda”! Em Categoria há o tema Ateismo, onde (para um leitor desprovido de pre-conceito), pode-se ler artigos muito interessantes.

    “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto”.

    Isaías 55:6.

  17. Caros ,
    Tambem sou ateu , mas sabe , antes de tudo gosto de me ver como humanista , vejo assim aceitar o homem como ele é , respeitar sua maneira de ser , sua visão de felicidade , cada um sabe a sua , acho mais legal enchegar um modo de unir as pessoas do que dividilas , vamos respeitar o modo como o outro ve sua felicidade antes de morrer , isso é que é importante , a vida , o proximo , tudo mais é resto.

  18. Ha lembrei uma coisa , vcs conhecem o filme Advogado do Diabo com o ator Keanu Reves (sei lá como escreve) no discurso final o pai dele o Diabo se diz humanista , por acreditar no homem , aceita-lo apesar de todas as suas imperfeições , gosto muito disso , até o diabo fala coisa que presta , faço minha suas palavras rsrsrs ;)

  19. Rio de janeiro,21 de abril de 2009

    Paulo roberto salermo do nascimento universitário de direito da universidade gama filho ,no rio de janeiro.

    Depois de um âmplo conhecimento em doutrinas em diversas religiões e em histórias de todo o mundo.me fixaram uma visão ciêntifica formada em relação a religião.
    Pois hoje sou descrente de qualquer religião ou seja de qualquer deus.pois certa vez que um amigo descriminará a música que eu houvira dizendo ser ela música secular.
    perguntei-lhe qual era sua religião? ele me respondeu ser cristão da igreja universal.
    Eu eu perguntei-lhe
    Como sabes que sua igeja que nascera no meados do século passado não virá a ser extinta pela sociedade pois é uma nova religião entre as outras. E ainda disse a ele se tal religião nascesse na época da inquisição seu pastores seriam queimados na fogueira pois dizem receber um epírito santo! eu lhe afirmei que esse tal espírito santo pode ser santo pra ele mais não pra eu.
    E diante de tantos deuses que se acreditara em todo mundo será que só o do Brasil é o mais certo?
    Pois nosso país nasceu d.c ou seja uns 500 anos depois
    Será que se o Brasil tivesse nascido a.c os brasileiros acreditariam tanto nesse deus?
    Me sinto descrente meu deus é meu amigo imaginário que se cessara com o ato da extinção de minha vida(morte).
    Se eu viesse a ser pai e tivesse 2 casais de crianças e me isolasse com elas numa ilha e ali viveríamos mais eu vos ensinaria que o sol e o deus e a lua a deusa.afirmaria para estes a existência dos únicos deuses sol e lua.
    E viesse a morrer e assim essas crianças se multiplicarem com outras famílias sem cultura da mesma ilha.
    Será que todos da ilha não iriam passar acreditar nos deuses que eu empuxará a eles e seguiriam as doutrinas que eu os ensinei e não acreditariam em outros deuses?
    Pois isto já estava em seu psico.e até acreditariam em supostos milagres pois a mente humana é capaz de muita coisa.

  20. “Tanto quanto sei não há Cristãos a explodir prédios. Não conheço Cristãos que façam ataques suicidas bombistas, nem conheço uma grande denominação Cristã que acredita que a apostasia deva ser punida com a morte.
    Eu tenho sentimentos divididos em relação ao fim do Cristianismo uma vez que o Cristianismo pode ser uma fortaleza contra algo pior.”

    Richard Dawkins

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s